Escolha uma Página

Como economizar tempo na cozinha?

Já falei que minha rotina é bem puxada, né?. Trabalho muitas horas e vez outra já fiquei sem tempo de preparar refeições saudáveis e apelei para comida pronta ou restaurante. E, claro, que minha saúde pediu uma atenção e eu de pronto atendi. Para muitos, o problema pode não ser a falta de tempo e sim a falta de criatividade ou mesmo a escassez total de algo que pareça atrativo em sua geladeira. Tenho quase certeza que muitas pessoas já passaram pela seguinte cena: chegar em casa cansado depois de um dia inteiro de trabalho, se desfaz daquele sapato incômodo e ainda com a roupa do trabalho abre a geladeira e a encara por cinco minutos, acha que não tem nada de interessante e acaba pedindo uma pizza. Planejar a refeição no minuto em que vamos comer pode levar a escolhas ruins porque realmente não podemos tomar decisões sensatas quando estamos correndo de um lugar para outro, ou cansado de uma jornada longa de trabalho. Para fazermos escolhas adequadas precisamos tê-las a mão e de maneira fácil.  Então, por que não planejar suas refeições com antecedência? Além de comer alimentos mais saudável, você economizará tempo e dinheiro. Com organização e métodos corretos de preparo é possível fazer diversas refeições diferentes em uma tarde e economizar tempo na cozinha. Veja as dicas a seguir:

Imagem Reprodução


Cozinhe apenas uma vez por semana


Escolha um dia por semana e faça as compras de mercado e as preparações. Pode parecer um grande compromisso, mas fazer tudo de uma vez significa que você só precisa pré-aquecer o forno uma vez, cortar uma vez suas carnes e vegetais e limpar a cozinha uma vez. Escolha as receitas que deseja fazer, faça a lista de compras baseado na quantidade que irá fazer de cada receita, cheque o que você tem em casa antes de sair para o mercado e faça as compras em um local pequeno para você ganhar tempo enquanto procura os alimentos. Quando chegar em casa, já organize as panelas, pré-aqueça o forno, separe os utensílios que precisa usar e comece o pré-preparo – lavar, higienizar, descongelar (se necessário – procure comprar os ingredientes resfriados para não perder tempo com descongelamento), porcionar e começar a cozinhar.

Escolha receitas simples

A internet está repleta de sites de gastronomia onde você pode colher informações e receitas fáceis e práticas. Para que você consiga fazer várias receitas num mesmo momento é necessário que os ingredientes sejam rápidos de cozinhar e que não sejam receitas cheias de etapas a cumprir. Procure por ingredientes que você conheça e modos de preparo que você domine. Afinal, você está tentando simplificar sua vida, não dominar a arte de fazer sushi. Se você não tem muita habilidade culinária, comece com receitas que só tem alguns passos e ingredientes que você goste. Dessa forma, você já ficará empolgado na hora de fazer e muito mais quando for comer. Quando começar a se sentir mais confiante em suas habilidades, tente preparar um prato ligeiramente mais complicado de vez em quando. Isso ajudará você a sair da monotonia e se arriscar em pratos diferentes do usual.

Considere a durabilidade de cada prato

Alguns alimentos são mais sensíveis ao tempo de geladeira do que outros. Folhagens, por exemplo, murcham muito rápido. Então, é melhor comê-los no início da semana. Além disso, se você estiver preparando saladas, eles ficarão frescas por mais tempo se você armazenar o molho separadamente. Outro ponto importante é observar que alguns vegetais escurecem facilmente como é o caso da maçã, pera, abacate. Alguns pratos prontos podem durar até uma semana na geladeira, mas tenha o cuidado de etiquetar todos as marmitinhas para saber quando tempo você ainda tem para consumi-los.

Congele algumas porções

Mesmo com a preparação da refeição como plano A, a vida acontece e pode acontecer de naquela semana você não ter preparado tudo que pretendia. Ou seja, de tempos em tempos, você pode ficar sem comida na geladeira. É quando se torna útil ter meia dúzia de refeições prontas armazenadas em seu freezer. A maioria das carnes que já são cozidas pode durar no freezer de dois a três meses. As sopas também armazenam bem no freezer, e você pode dividi-las em porções individuais para armazenar por até três meses. Então, pegue um marcador permanente e escreva a validade na embalagem ou em uma etiqueta adesiva.

Imagem Reprodução

Repita ingredientes
Se você é novato nesse hábito de cozinhar, repetir ingredientes pode ser útil. A dica para não enjoar é comprar ingredientes que permitam várias formas de preparo. Se escolher usar cenoura, poderá fazê-la cozida, refogada, em forma de purê, assada, ralada. E além disso, você pode modificar o sabor lançando mão de temperos diferentes e  usar em uma variedade de pratos como massas, panquecas e saladas.

Forme uma linha de montagem
Em vez de preparar e cozinhar cada refeição individualmente, concentre-se em cozinhar tudo de uma só vez – faça isso em etapas. Afinal de contas, praticamente todos os ingredientes requerem alguma combinação de lavagem, corte, tempero e cozimento. Então, como dito no primeiro tópico, organize o seu tempo. Em seguida, acenda todos os quatro queimadores do seu fogão e use as duas prateleiras do seu forno para cozinhar até seis ingredientes de uma só vez. Então, tudo que você precisa fazer é misturar e combinar para fazer seus pratos.

Use ervas e especiarias
Se eu tiver que comer frango por três dias seguidos, eu surto! kkkk Então, tenho um arsenal de especiarias e ervas secas que me permitem modificar cada preparo. Se você tem dificuldade em fazer essas combinação de sabores, comece com o básico: sal, pimenta, cebola, alho e azeite. Eles estão entre os agentes aromatizantes mais versáteis do mundo e criam um paladar saboroso e basicão que combina com outras ervas e especiarias.Uma pitada de manjericão em um prato e uma pitada de curry em outro pode fazer com que dois pratos de frango. É importante citar que o fato de usarmos outros temperos além de sal e pimenta, nos permite agregar mais sabor ao prato sem aumentar a quantidade de sódio da preparação.

Equipe sua cozinha
Olhe bem para suas panelas, frigideiras, facas e demais utensílios e avalie o estado em que se encontram, o tamanho e se é possível preparar tantas refeições com o que você tem. Não deixe de armazenar temperos, grãos, vinagres e azeites em frascos que permitam fácil acesso e uso rápido. Assim o manuseio durante o preparo fica mais fácil. Se achar conveniente, escreva quaisquer instruções pertinentes em etiquetas em cada frasco. Se não quer gastar com vidros e etc, use potes de vidro que vieram com produtos em conserva, bebidas e etc. Sua dispensa fica abastecida e charmosa ao mesmo tempo.

Organize sua geladeira
Se pretende preparar café da manhã, almoço e jantar, organize a geladeira de modo que cada prateleira armazene um tipo de refeição. E, não esqueça de alinhar as etiquetas de acordo com o cardápio que você criou, assim você não se perde.  Considere rotular cada refeição com a data que você pretende comer e organizar na geladeira na sequência certa.

Se você chegou até o final desse post deve estar pensando que eu sou muito organizada e minha geladeira é cheia de potinhos e mil etiquetas. Então, não é assim não! Mas, já foi. Criei métodos para ajudar meus pacientes a lidarem melhor com a mudança de hábitos e a nova realidade ao seguir um plano alimentar onde a comida feita em casa era o principal trunfo. Hoje, tento proporcionar, com os serviços de treinamento em residência e personal chef, uma forma mais organizada de consumir suas refeições. Posso fazer tanto com as dietas que prescrevo, quanto com as de outros colegas. Se você está seguindo uma dieta e já está sem criatividade para cozinhar, pode contar comigo. Vou até a sua casa para ensinar a sua funcionária ou uma Chef da minha equipe deixará suas refeições prontas, etiquetadas e armazenadas. Para saber mais: contato@cozinhapersonalizada.com.br

Salada de abacate

Fazer uma saladinha bem temperada é uma das coisas que eu adora na cozinha. Os pratos ficam bonitos e sabendo misturar bem os ingredientes pode ser um prato delicioso. A gente sabe que não é todo mundo que gosta de salada, mas confie, essa fica deliciosa. Eu adoro abacate em preparações salgadas, enquanto a maioria prefere em doces.  Por isso, quando é época de abacate, como agora, sempre faço uma receitinha ou outra. Guacamole, molho para salada ou grelhados, misturado na salada. Acho realmente que abacate foi feito para comer com sal… mas essa é apenas a minha humilde opinião. Agora vamos falar dos benefícios de abacate? Rico em ácido oléico, um ácido graxo monoinsaturado, o abacate auxilia na prevenção do câncer de mama, além de ter a capacidade de diminuir o nível de colesterol LDL. Além disso, é rico em antioxidantes e fibras.

Salada de abacate

Ingredientes:

  • 15 tomates cereja cortado em 4 partes iguais
  • 1/2 xícara de chá de abacate picado em cubos
  • 1 colher de sopa de coentro picado
  • Suco de ½ limão
  • Sal e pimenta do reino a gosto

Modo de preparo:
Lave e seque os vegetais. Em uma tigela, misture todos os ingredientes e tempere com sal e pimenta. Sirva com folhas verdes de sua escolha. 

Como escolher abacate?

 

  • Casca lisa, sem mancha ou rachaduras
  • Quando o abacate está maduro sede facilmente quando pressionado
  • Caso compre o abacate ainda duro, coloque em um saquinho de papel com uma banana verde dentro. Isso irá acelerar o processo de amadurecimento

Creme de cogumelos

Durante muito tempo tive um blog de culinária, que lá no início da minha carreira me ajudou a criar um estilo de cozinha que sempre apreciei. Comida fácil de fazer e com técnicas básicas. Como sou formada em culinária Italiana, e quando me formei tinha pouquíssima base de gastronomia, se tornou natural eu gostar de receitas como às Italianas. Simples e cheias de sabor. Conforme os anos foram avançando e minha atividade principal foi tomando muito do meu tempo, o blog ficou no esquecimento. Era o Na Cozinha Dela, e por lá publiquei muitas receitas que aos poucos vou trazendo para cá. Acredito que desde o início do blog procurei por opções saudáveis e um quê de praticidade em cada receita. E, a receita que trago hoje é pra salvar a noite e fazer aquele jantarzinho que tem cara de sofisticado, mas é muito simples e saboroso. Optei por leite de coco por ser de fácil digestão. Muitas pessoas acreditam que por se tratar de um alimento gorduroso, o coco é “pesado”, de difícil digestão e não deveria ser consumido por pessoas com problemas cardiovasculares. Na verdade, quando usamos o leite de coco caseiro, sem conservantes e outros antes, promovemos a saúde do coração já que ele possui o aminoácido arginina capaz de auxiliar na regulação do fluxo sanguíneo e da pressão arterial. Ainda temos os cogumelos nessa receita, que encontramos ótimas variedades nos mercados da cidade. Aqui em Brasília, lugares como o Oba, Pão de Açúcar, Mikami, La Palma são opções onde você encontrará vários tipos. Na CEASA é possivel comprar nas bancas japonesas. Mas, chegue cedo aos sábados, pois acabam rapidinho. Cogumelos são riscos em fibras e uma boa fonte de vitaminas de complexo B. Ou seja, essa receita para o jantar é simplesmente SENSACIONAL…

LEITE DE COCO

Ingredientes:

  • 2 xícaras de coco seco ralado
  • 3 xícaras de água quente, mas não fervente

Modo de preparo:

Em uma tigela misture o coco ralado e a água quente e deixe descansar por 2-3 minutos. Em um liquidificador bata a mistura por 2min. Em seguida, despeje a mistura em um pano fino e esprema até que o resíduo fique bem sequinho. Dura até 4 dias na geladeira. Congele o resíduo para ser usado como farinha em receitas posteriores.

CREME DE COGUMELOS

Ingredientes:

  • 1 colher de sopa de óleo de coco
  • 1/2 cebola roxa picada
  • 3 xícaras de cogumelos Heyring fresco (se não achar, pode ser o paris mesmo)
  • 2 dentes de alho picados
  • 1 colher de chá de folhas de tomilho fresco
  • 1/2 xícara de chá de vinho branco seco
  • 2 xícaras de chá de leite de coco
  • 1 xícara de chá de caldo de legumes
  • Sal e pimenta do reino a gosto

Modo de preparo:
Corte as pontas dos cogumelos, separando a cabeça do caule. Em uma panela grande aqueça o óleo de coco em fogo médio e acrescente a cebola. Deixe dourar e em seguida, acrescente os cogumelos (somente os caules) e mexendo ocasionalmente por 5-6 minutos. Assim que os cogumelos murcharem, acrescente o alho e o tomilho picado. Deixe dourar e abaixe o fogo. Acrescente o vinho branco,e me seguida, e deixe o álcool evaporar. Em seguida, acrescente o leite de coco, caldo de legumes, sal e pimenta do reino. Misture e deixe cozinhar em fogo baixo por 5min. Desligue o fogo, passe o conteúdo para o liquidificador e bata até obter um creme liso. Devolva pra a panela e deixe ferver. Corrija o sabor e reserve.  Em uma frigideira aquecida, acrescente um pouco de óleo de coco e doure as pontinhas dos cogumelos. Tempere com sal, pimenta e um pouco de tomilho. Separe duas tigelinhas e encha com o creme. Decore com as pontas dos cogumelos e regue com um pouco de azeite.

Quiche de berinjela

Para dar início a esse blog, escolhi a receita que fizemos para a sessão de fotos.
Criar receitas e testar novos sabores é uma das coisas que mais gosto nessa profissão. Sempre que posso escolho um receita diferente para fazer ou crio alguma coisa com o que tiver na minha geladeira. Com a minha rotina meio louca, comer em casa tem sido cada vez mais raro e receitas elaboradas como essa também. Mas, se sobrar um tempinho faço questão de fazer alguma coisa gostosa e essa quiche é uma receita que além de deliciosa, me faz um bem danado quando preparo. Isso, por que sei todo o poder dos nutrientes incríveis que conseguimos agregar nesse prato incrível. Basta você saber que a massa não tem nada de farinha branca, o que temos aqui é uma mistura perfeita de fibras que dão aquela ajuda para o seu intestino (não esqueça de beber muuuuita água). E, que para o recheio não vamos usar creme de leite, deixaremos a cremosidade por conta de queijos frescos com baixo teor de gordura. Sem falar na berinjela que já é considerada a queridinha por quem quer uma alimentação mais saudável. Segue a receita, amores

primeiropost

 

O fantástico dessa receita é que você pode fazer com qualquer tipo de vegetal. Costumo fazer com o que tem disponível na geladeira. Espinafre, alho-poró, tomate cereja… A ideia é usar a criatividade e a cada vez que fizer a receita, um novo sabor de quiche pode surgir.

MASSA DA QUICHE
Ingredientes:

  • ¼ de xícara de batata doce cozida e amassada (pode ser batata-baroa ou biomassa)
  • 2 colheres de sopa de água
  • 80g ou ¾ de xícara de chá de nozes
  • 70g ou ½ xícara de chá de castanhas-do-pará
  • 2 colheres de sopa de farinha de linhaça
  • 1 colher de sopa de óleo de coco derretido
  • ½ dente de alho
  • ¼ colher de chá de sal marinho

Modo de preparo:
No processador, acrescente as nozes, as castanhas-do-pará e a farinha de linhaça e bata até virar uma farofa grossa. . Acrescente a batata doce e os demais ingredientes no processador e bata até obter uma massa uniforme e fácil de modelar. Nesse momento, você pode armazenar a massa em recipiente hermético se quiser usar posteriormente – dura cerca de 3 dias na geladeira). Transfira a massa para uma assadeira de quiche e espalhe bem até cobrir todo o fundo e lateral. Leve ao forno pré-aquecido à 180°C até que a crosta fique sequinha (10-15min). Feito isso, recheie e leve ao forno novamente por mais 15-20min, ou até que o centro da quiche esteja firme. Retire e sirva.

RECHEIO DA QUICHE
Ingredientes:

  • 3 ovos
  • ½ xícara de chá de ricota fresca esfarelada
  • ½ xícara de chá de queijo minas frescal esfarelado
  • 2 colheres de sopa cheia de parmesão de boa qualidade ralado na hora
  • 1 dente de alho picado
  • 1/2 cebola picada
  • 1 berinjela média
  • Sal, pimenta do reino e salsinha a gosto

Modo de preparo:
Corte a berinjela em cubinhos, espalhe em uma assadeira e salpique um pouco de sal e deixe descansar por 10min. Em uma frigideira aquecida, refogue o alho e a cebola até ficarem douradinhos. Enxugue os cubinhos de berinjela que a essa altura estarão bem úmidos por conta da desidratação com o sal. Acrescente os cubinhos na frigideira e deixe dourar.  Em seguida, transfira tudo para um recipiente grande e  misture os demais ingredientes. Disponha essa mistura sobre a massa da quiche previamente assada e leve ao forno novamente por 15-20min. Retire e sirva.